Eficácia, Eficiência e Efetividade: Entenda a Diferença com Infográfico

é possível ser eficiente sem ser eficaz ou vice-versa? Como ser eficaz e eficiente ao mesmo tempo? Qual dos dois conceitos é mais importante?
Leonardo Marioto

Leonardo Marioto

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Atualizado em
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Provavelmente, você já leu ou ouviu alguém dizer sobre estes dois conceitos administrativos que falaremos hoje: eficácia e eficiência.

Mas se não, fique tranquilo! Você os entenderá rapidamente!

Muitas perguntas pairam sobre ambos os princípios: Qual é a diferença entre eficácia e eficiência? É possível ser eficiente sem ser eficaz ou vice-versa? Como ser eficaz e eficiente ao mesmo tempo? Qual dos dois conceitos é mais importante?

São essas e outras questões que responderemos agora.

No final do texto, confira ainda um infográfico exclusivo sobre o tema.

Então, fique conosco e bons estudos!

Eficácia x eficiência

Eficácia e eficiência
Imagem por Gerd Altmann em pixabay.com

De forma simples e objetiva, existe uma diferença essencial que marca e que nos ajuda a distinguir esses dois princípios: eficácia mira nos resultados; eficiência, nos meios para alcançar esses resultados.

   

Logo, percebemos que ser eficiente é saber maximizar o uso dos meios disponibilizados em determinada operação. 

Enquanto que alguém eficaz consegue, de fato, obter os resultados esperados por essa operação, que podem ser os produtos e serviços de uma organização.

Nesse sentido, como destaca Chiavenato (2009), uma pessoa pode ser altamente eficiente sem ser, ao mesmo tempo, eficaz.

Ou seja, ela utiliza racionalmente os recursos disponíveis, sem o mínimo desperdício. Contudo, apesar das coisas serem bem feitas, existem dificuldades na obtenção dos resultados, como se todo o esforço, muito bem empenhado, fosse em vão.

A recíproca também é verdadeira. Isto é, ainda que haja grandes perdas nas operações (custo elevado), objetivos estão sendo alcançados.

Relações de eficácia e eficiência

Em seu livro “Introdução à Administração”, Antonio Cesar A. Maximiano (1995) destaca duas fórmulas básicas que nos ajudam a compreender melhor esses conceitos.

Na quarta edição, Maximiano, professor e pesquisador do Departamento de Administração da USP, traz uma visão ampla e abrangente das teorias administrativas.

O autor discorre sobre conceitos básicos como o sentido das organizações, divisão do trabalho, burocracia, cultura e clima organizacionais, entre outros. 

Além disso, você será também capaz de compreender todas as principais abordagens existentes no campo da administração.

Para saber mais, acesse o link do livro abaixo:

Introdução à Administração, Antonio Cesar A. Maximiano
Introdução à Administração, Antonio Cesar A. Maximiano

No primeiro caso, a “comparação entre o que se pretendia fazer e o que efetivamente se conseguiu”:

EFICÁCIA = RESULTADOS (OBJETIVOS REALIZADOS) /
        OBJETIVOS (RESULTADOS PRETENDIDOS)

Já no segundo, a “relação entre os resultados que se conseguiu alcançar e os recursos que se empregaram”:

EFICIÊNCIA = RESULTADOS ALCANÇADOS /
RECURSOS UTILIZADOS

Exemplo prático e atual de eficácia e eficiência

Em épocas de pandemia, como estamos vivendo agora, muito se tem falado sobre a eficácia de cada vacina.

Pensando nisso, elaboramos um quadro explicativo com um ótimo exemplo para entendermos de uma vez por todas esses princípios.

Contudo, alertamos que esses efeitos, supostamente desejados, são subjetivos.

A tabela abaixo tem a pretensão tão somente de exemplificar os conceitos de eficácia e eficiência com referências à nossa realidade atual. 

   

Para melhor compreensão do tema, sugerimos a leitura deste artigo do UOL Saúde “Entenda como é feito o cálculo da taxa de eficácia de uma vacina”.

Eficiência e eficácia
Diferenças entre ser eficiente e eficaz – Ilustração por De humanas

Seja eficiente e eficaz para alcançar a efetividade!

Você pode estar agora se perguntando: e se eu conseguir ser eficiente e eficaz simultaneamente?

Pois, então, você conquistará a efetividade chegando “ao melhor dos mundos”.

Uma organização efetiva nada mais é do que aquela que consegue desempenhar com excelência suas atribuições, ao mesmo tempo que alcança os resultados antes planejados.

Nesse sentido, a efetividade representa a junção dos dois conceitos discutidos anteriormente: otimização dos meios e a garantia do melhor produto final possível.

Portanto, podemos dizer que a busca por pessoas e organizações que sejam efetivas é o que todos os gestores almejam no final das contas!

Infográfico

Elaboramos um infográfico exclusivo a respeito desses três princípios básicos de administração e gestão.

Esperamos que com esse material você tenha compreendido melhor o assunto!

Receba a versão original em PDF deste infográfico:

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos – O capital humano das organizações. São Paulo, editora Campus, 2009.

MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Introdução à Administração. 4ª Edição. São Paulo: Atlas, 1995.

Servidor público. Músico e escritor nas horas vagas. É também responsável pelo maior site de Administração e Gestão Pública do Brasil. Formado em Administração pela UNICEP, com especialização em Gestão Organizacional e de Pessoas pela UFSCar.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Posts recentes

Posts populares

PUBLICIDADE