Guia Completo da Administração: Mercado de Trabalho, Cursos e Mais!

tudo que você precisa saber sobre a área da Administração: principais áreas de atuação, mercado de trabalho, formação e muito mais!

Sem tempo para ler o artigo? Aperte o PLAY e ouça-o na íntegra!

Os profissionais que atuam na área da administração são muito versáteis e com perfis bem variados. 

Desde aqueles interessados pelas finanças até quem gosta de gerir o capital humano da organização, a gestão administrativa engloba vertentes bem diversificadas e está sempre em constante evolução, acompanhando o mercado.

O administrador de empresas é um profissional completo e com conhecimento em vários campos, ideal para pessoas que gostam de saber sobre assuntos diferentes e possuir habilidades múltiplas.

O que você vai encontrar neste artigo:

1. Mercado de trabalho
2. Principais áreas de atuação
3. Finanças
4. Gestão de pessoas
5. Logística
6. Marketing
7. Tecnologia da informação
8. Formações necessárias
9. Modelos de organizações disponíveis para trabalhar
10. Conclusão

PUBLICIDADE

Mercado de trabalho da administração: breve introdução

Assim como outras áreas, a administração se reinventou diante dos novos tempos e das novas demandas que surgiram. Tanto em um cenário promissor quanto numa situação de crise, sempre será necessário ter um profissional capaz de gerir os riscos, usando ferramentas que auxiliem a tomada de decisão.

Dificilmente qualquer tipo de organização terá sucesso sem uma boa administração. É inquestionável que os mercados são instáveis, a concorrência, que já era grande, foi aumentada pelo uso massivo da internet e o surgimento do e-commerce

As empresas precisam estar prontas para mudanças, inovações e tudo isso deve ser planejado por um profissional capaz de ver o negócio de forma sistêmica, um administrador. 

Principais áreas de atuação na administração

No mercado de trabalho, o administrador pode atuar em áreas bem diversas e em organizações variadas, de acordo com suas preferências pessoais e as vagas disponíveis. Vamos conhecer algumas delas! 

1. Finanças

Para quem gosta de exatas, lida bem com números e indicadores, a área financeira pode ser a escolha ideal. 

O mercado de trabalho neste segmento é muito valorizado, independente do cenário econômico, e os cargos possuem altos salários e benefícios especiais. Com o surgimento de novos meios de pagamento e novos produtos financeiros é fundamental ter profissionais que ajudem a planejar os investimentos e administrar os riscos.

Escrevemos um artigo falando exclusivamente sobre os tipos de planejamentos organizacionais:

O trabalho do administrador, na área financeira, pode ser executado em cargos, como:

  • Analista de risco;
  • Analista de processos gerenciais;
  • Consultor financeiro;
  • Consultor de controladoria – comumente chamado de controller

Também pode ocupar cargos na gestão de contas a pagar, compras e planejamento financeiro.

A preparação do futuro da empresa precisa do olhar técnico da área financeira para poder mitigar os riscos do negócio e fazer os investimentos ideais, com a finalidade de atingir a boa saúde financeira organizacional.

2. Gestão de Pessoas

Um dos pilares do sucesso de qualquer tipo de organização é contar com uma equipe de profissionais de qualidade, devidamente treinados e motivados para oferecer excelência ao cliente.

Para isso, é necessário ter administradores atuando na gestão de pessoas de uma organização. É essa área que vai planejar estrategicamente como usar, reter e valorizar os profissionais que a empresa tem em seu quadro, otimizando o valor investido em capital humano.

O profissional de Recursos Humanos da atualidade não é mais ligado a processos burocráticos, pois estes estão sendo absorvidos pelos recursos tecnológicos. O que é imprescindível é a habilidade de reconhecer talentos e saber lidar com questões subjetivas e comuns da personalidade humana.

São cargos usualmente vistos na Gestão de Pessoas: 

  • Consultor ou analista de recursos humanos;
  • Gestor de recrutamento e seleção;
  • Assistente de departamento de pessoal;
  • Supervisor ou analista de cargos e salários;
  • Analista de treinamento e capacitação, entre outros.

3. Logística

Aliada à tecnologia, essa área é muito importante dentro da administração e possui uma forte expectativa de crescimento no futuro devido às mudanças no perfil de consumo da sociedade.

Hoje, pode-se comprar qualquer produto ou serviço através do comércio eletrônico e esses itens precisam chegar aos seus usuários com eficiência e segurança. As empresas precisam de suprimentos para produção e venda e a entrega precisa ser dentro dos prazos e com valores acessíveis.

Logística é o segmento da administração que gere a cadeia de aquisição, transporte e armazenamento de produtos e matérias-primas. 

O profissional que se interessar por esta área irá se deparar com uma parte tática da empresa, que necessita de planejamento, boa comunicação e foco na excelência dos processos, a fim de manter a qualidade e usar bem os recursos empregados.

São comumente encontrados cargos, como:

  • Analista de Logística;
  • Coordenador de Planejamento e Controle de Produção;
  • Gerente de Compras;
  • Diretor de Supply Chain. 

Entre as habilidades interessantes para o profissional da área, cabe destacar o bom relacionamento interpessoal, conhecimento em tecnologia, criatividade e espírito de liderança.

4. Marketing

O marketing é um ramo da administração que se destaca desde que iniciou o processo de crescimento da concorrência. 

É uma área estratégica da empresa, que pensa ações voltadas ao atendimento das necessidades do público, a superação de expectativas e a transformação da compra em uma experiência para o consumidor.

As empresas já entenderam que fidelizar o cliente é a melhor estratégia para manter as vendas e gastar menos em comunicação e publicidade. 

O resultado é a adoção intensa do marketing de relacionamento e o emprego de softwares para a gestão do relacionamento com o cliente. Tais ações exigem um profissional capacitado para o planejamento, aplicação e gestão dos resultados.

Marketing digital

Marketing Digital
Imagem por muneebfarman em pixabay.com

Com o aparecimento do marketing digital, o marketing ganhou ainda mais visibilidade e tem ajudado a manter empresas em funcionamento. 

Porém, o trabalho de comunicação estratégica vai muito além da criação de publicações para redes sociais. O profissional precisa lidar com métricas baseadas no comportamento do público e tomar decisões que sejam coerentes com a estratégia elaborada para o negócio.

O marketing cresceu muito e hoje abrange várias vertentes, atingindo público interno e externo, envolvendo questões sociais, culturais e de relacionamento. Cada vez mais atrelado aos recursos tecnológicos, os profissionais desta área precisarão dominar ferramentas e saber interpretar indicadores.

Listamos abaixo, por uma estimativa de média salarial, alguns dos principais cargos no segmento de marketing!

Salários até 8 mil reais:

  • Analista de Web Analytics;
  • Especialista em E-commerce;
  • Analista de Comunicação;
  • Database Marketing.

Até 12 mil reais:

  • Executivo de Vendas;
  • Gerente de Contas;
  • Analista de Inteligência Mercado;
  • Coordenador de Marketing Digital.

Até 20 mil reais:

  • Gerentes de Marketing;
  • Trade Marketing;
  • Transformação Digital e de Produtos.

Em nossa página, indicamos um curso bastante conceituado que pode te ajudar nessa sua jornada, especialmente para aqueles que desejam sucesso em um negócio próprio.

Trata-se do “Brandpedia”, com Jaime e Cecilia Troiano, dois grandes especialistas do Brasil quando o assunto é gestão de marcas:

Os efeitos da tecnologia da informação na administração

A tecnologia da informação foi uma das áreas que mais sofreu modificações nos últimos tempos. Desde o crescimento exponencial, passando pelas intensas modificações e, por fim, chegando a ser vista como estratégica, bem longe do antigo distanciamento e de pessoas que não se comunicavam.

Para atuar em qualquer área é preciso ter conhecimento tecnológico e noções de informática. Na administração, a tecnologia da informação passa para um papel central como ferramenta de obtenção de informações, otimização de processos e apoio direto à tomada de decisão.

Hoje existem softwares que acompanham o comportamento do cliente, realizam tarefas de folha de pagamento, apoiam processos logísticos, potencializam o trabalho do marketing e dão segurança e transparência nas transações financeiras.

Trabalhar em qualquer área da administração significa estar em contato com variadas tecnologias e o profissional precisa ter conhecimentos básicos e estar sempre em processo de aprendizado contínuo. Essa é uma tendência forte para todos os segmentos do mercado de trabalho e vem do mundo tecnológico.

As habilidades que se destacam hoje e no futuro serão aquelas que não podem ser feitas por sistemas eletrônicos ou robóticos. A essencialidade do profissional de administração são as análises, as ideias criativas, as soluções inovadoras que a inteligência artificial, o aprendizado das máquinas ou a internet das coisas não podem realizar. 

As formações necessárias para o profissional da administração

Graduação

A formação em administração é um bacharelado oferecido por universidades públicas e privadas, nas modalidades presencial, semipresencial e Educação a Distância – EaD. 

Tem a duração de 8 semestres (4 anos) e, algumas universidades federais, como a Universidade Federal do Pampa – UNIPAMPA, no Rio Grande do Sul, possuem cursos com 9 semestres (4 anos e meio).

Quem desejar ter uma carreira na área, deve verificar se a instituição de ensino escolhida para cursar a graduação é reconhecida pelo MEC – Ministério de Educação e Cultura. Existe um órgão do Governo Federal chamado Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep, que realiza testes em alunos desde 2007, e criou três indicadores para avaliar a qualidade do ensino superior no Brasil:

  • Conceito Enade: avalia o desempenho dos alunos;
  • Conceito Preliminar de Curso – CPC: avalia a qualidade dos cursos;
  • Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição – IGC: avalia a qualidade das faculdades.

O último indicador, o IGC, é conhecido como a nota no MEC das instituições de ensino, pois é o mais completo. É possível consultar as notas no site e-Mec do Ministério da Educação. As instituições são classificadas com uma pontuação de 0 a 5, sendo o maior valor uma representação de mais qualidade no ensino da universidade.

Para quem ainda tem dúvidas sobre a carreira em administração e quer entender mais sobre a área, existem cursos profissionalizantes que ajudam a conhecer sobre o trabalho e as rotinas administrativas.

Acesse o link abaixo e conheça nossa indicação do curso de Auxiliar Administrativo:

Pós-Graduação

Quando o profissional almeja cargos maiores, crescimento dentro da empresa ou novos caminhos, investir em alguma pós-graduação é muito importante.

Pela formação ampla da administração, é primordial continuar desenvolvendo competências, escolher campos para aprofundar o conhecimento e aumentar o nível de empregabilidade.

No Brasil, existem cursos de mestrado, doutorado, especialização, MBA e cursos de aperfeiçoamento. Os cursos feitos depois de concluir a graduação podem ser de dois tipos: Lato Sensu e Stricto Sensu

É importante conhecer o tipo de curso escolhido porque cada um deles tem uma finalidade diferente e precisa estar adequado aos objetivos do profissional.

Cursos Stricto Sensu

O mestrado e o doutorado são cursos do tipo stricto sensu, que significa “em sentido limitado”. Isso acontece porque estas formações são voltadas para o mundo acadêmico, para aqueles que desejam trabalhar com pesquisa e docência, na área de administração.

Cursos Lato Sensu

Formações do tipo Lato Sensu, que significa “em sentido amplo”, compreendem cursos de especialização e MBA, que tem o objetivo de aumentar o conhecimento específico e tornar o profissional especialista. A sigla MBA significa Master in Business Administration e é uma capacitação voltada para atuação no mundo corporativo e nos negócios.

Com um título de especialização, o profissional de Administração passa a ser referência na área de formação e irá atuar em postos de trabalho de liderança e influência. Por isso a boa comunicação é uma ferramenta de trabalho do administrador.

Modelos de organizações disponíveis para trabalhar

O administrador pode atuar em diversos tipos de organização, cumprindo tarefas e ocupando cargos estratégicos de acordo com suas habilidades e preferências.

Nas empresas privadas, por exemplo, há múltiplos departamentos que necessitam dessa ocupação. Em contrapartida, a concorrência também é bem grande.

Existem muitas pessoas qualificadas e experientes no mercado, principalmente devido à elevada taxa de desemprego. Entretanto, outras instituições ainda podem oferecer excelentes oportunidades de carreira, como veremos a seguir!

Terceiro Setor

Quem busca uma carreira profissional que contribua com o bem-estar coletivo pode trabalhar na administração de organizações do terceiro setor.

Ao contrário do que muita gente pensa, instituições que não possuem como objetivo final o lucro também precisam muito garantir uma boa gestão dos recursos para atender a sociedade de modo mais efetivo, ético e transparente.

Atuando em ONGs – Organizações Não Governamentais, fundações, institutos ou outras organizações de interesse público, um administrador pode potencializar os recursos, auxiliar na prestação de contas e nas decisões sobre investimentos, usando com inteligência os recursos. Pode também elaborar estratégias de marketing para conseguir doações e comunicar a população sobre o trabalho desenvolvido.

Várias habilidades inerentes são imprescindíveis no trabalho em organizações de interesse social. Vale ressaltar a análise de dados, a identificação e resolução de problemas, o planejamento e controle financeiro e administrativo.

Administração Pública

Na gestão do poder público também é possível construir um caminho de sucesso na área da administração. Existem concursos para o provimento de vagas com salários elevados e diversos outros benefícios inerentes ao setor.

A tendência para o segundo semestre de 2021 é que haja a realização dos certames que foram cancelados no ano passado, devido à pandemia. Por isso, há a previsão de abertura de vagas em concursos públicos para preencher os postos em aberto em todo o país.

Para conhecer mais sobre a carreira na Administração Pública acesse:

Empreender

Em algumas situações, atuar na administração se dá pelo desejo ou necessidade de empreender. Aumentando ainda mais as chances para o profissional dessa área, há a possibilidade de aplicar a gestão ao seu próprio negócio ou a um empreendimento familiar.

Mesmo com o panorama econômico caótico do ano passado, segundo dados do Ministério da Economia, entre maio e agosto, foram abertas mais de 782 mil empresas no Brasil. É um fenômeno impulsionado pelo desemprego e pela crise.

Todo o cenário traz suas oportunidades e agora destacam-se aqueles empreendedores com ideias criativas e soluções inovadoras. Tudo isso precisa ser apoiado pelos conhecimentos e ferramentas da administração para ter chance de sobreviver no ambiente competitivo do mercado.

Consultoria empresarial

Ainda como uma forma de empreender, o administrador pode prestar serviços de consultoria empresarial para outros negócios, de forma autônoma ou associado a outros profissionais.

Consultoria empresarial é a atividade de realizar um diagnóstico no negócio ou em uma área específica da empresa, oferecendo soluções ou melhorias para os processos. Também são feitos trabalhos de capacitação, treinamento de equipes e desenvolvimento de lideranças.

Alguns administradores fazem carreira realizando investimentos e prestando consultorias para outros investidores. A área tem crescido muito devido a popularização de atividades como trader, que são investidores operando no mercado financeiro usando estratégias de curto prazo.

Perito Judicial

Além de todas as possibilidades já faladas, o administrador ainda pode atuar como perito judicial. É uma função bem antiga e exige que o profissional, graduado em administração, seja também registrado no Conselho Regional de Administração – CRA do seu estado.

Na função de perito, o administrador irá emitir pareceres técnicos, laudos e vistorias em documentos e procedimentos administrativos, como o registro de empregado ou um contrato de financiamento, por exemplo.

A remuneração se dá através de honorários de acordo com os trabalhos realizados e os documentos analisados. A profissão pode ser conciliada com outros trabalhos, inclusive quando há contrato de exclusividade, pois trata-se de atuação como servidor da justiça.

Conclusão

Diante de tantas alternativas, fica a critério de cada profissional decidir qual caminho deseja tomar na sua carreira em administração. 

Uma grande vantagem do administrador é que sua formação pluridisciplinar faz dele um profissional flexível e essa versatilidade garante muitas oportunidades de sucesso, crescimento e evolução.

As previsões para o mercado de trabalho da administração, no futuro, são promissoras considerando a necessidade cada vez maior de planejamento eficiente e visão sistêmica.

Entretanto, continua evidente a necessidade do aprendizado contínuo e da obtenção de novas habilidades, principalmente tecnológicas, para acompanhar a mudança rápida dos cenários. É imperativo realizar atualizações constantes e para se destacar, ser fluente em inglês ou outro idioma é uma forma muito interessante de acessar cargos importantes e grandes multinacionais.

REFERÊNCIAS

DIAS, Mariana. Futuro do RH: descubra 9 perspectivas sobre. Blog Gupy. Acesso em 13/04/21.

GRANATO, Luisa. Os 15 cargos de marketing e vendas mais quentes para 2020. Revista Exame. Acesso em 14/04/21.

Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior Cadastro e-MEC. 

ROVEDA, Vinicius. 11 negócios em alta para 2021: ideias para empreender no “novo normal”. Conta Azul Blog. Acesso em 13/04/21

CFA, Conselho Federal de Administração. Uma oportunidade pouco lembrada. Revista Brasileira de Administração. Edição 118. Acesso em 14/04/21.

Apaixonada por literatura e marketing. É formada em Administração pela UNIPAMPA, com especialização em Gestão Empresarial. Além de docente em cursos de educação profissional, atua também nas áreas de tecnologia e marketing digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *