Os 3 Tipos de Planejamento: Aprenda a Diferenciá-los em sua Organização!

existem diversos tipos de planejamento organizacionais, a depender das situações, ações, períodos de tempo, metas e objetivos envolvidos
Tipos de planejamento
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Quais são os tipos de planejamento existentes nas organizações? O que significa planejamento?! Aliás, para que se planeja alguma coisa? Por que gestores necessitam planejar?

Neste artigo pretendemos desvendar essas e outras questões a respeito do tão famoso verbo planejar!

Iremos tratá-lo mais especificadamente dentro da temática da administração.

PUBLICIDADE

Contudo, você poderá levar esses conhecimentos para sua própria vida pessoal!

Aprecie sem moderação!

Planejamento: a natureza do processo de planejar

Em primeiro lugar, abaixo a definição de planejamento segundo o dicionário Aurélio:

“É o processo que leva ao estabelecimento de um conjunto coordenado de ações, visando à consecução de determinados objetivos. Planejar é elaborar um roteiro de ações para se atingir um determinado fim. ”

Assim, podemos dizer que planejar requer alguma necessidade prévia, ou seja, a de alcançar um objetivo futuro.

Dessa forma, tomamos decisões antecipadas, conforme nossas estratégias, no intuito de reduzir incertezas e aumentar as chances de sucesso.

Há ainda decisões que ocorrem de maneira mais imediata. Contudo, essas escolhas limitam-se ao presente fugaz, com pouca ou nenhuma ação mais planejada.

Organizações, por que planejar?

Planejamento estratégico
Imagem por You X Ventures em unsplash.com

Como dissemos, o planejamento é necessário quando possuímos um determinado propósito maior.

Em se tratando das organizações, ainda que seus gestores não saibam decifrar o futuro, a essência de uma forte e sólida organização, entre outras coisas, está pautada fortemente em duas questões, quais sejam:

  1. Qual é o lugar que a empresa quer ocupar daqui a alguns meses ou anos?
  2. Para que este lugar seja exequível, quais meios e ações deveremos tomar?

Primeiro, uma meta; em seguida, um planejamento!

Nessa perspectiva, os gestores, consequentemente, precisarão definir um horizonte a ser conquistado. Com isso posto, chega então o momento de se planejar!

Logo, o processo de planejamento, segundo MAXIMIANO (1995), busca “interferir na realidade, com o propósito de passar de uma situação conhecida para outra desejada, dentro de um intervalo definido de tempo”.

Podemos dizer ainda que, planeja-se, sobretudo, para responder a demandas previsíveis, tendo a possibilidade de se colocar ativamente.

Mas, e se não planejar?!

Confusão
Imagem por Robin Higgins em pixabay.com

É fato que quando fazemos algo sem organização sistemática, sucessos poderemos alcançar.

No entanto, à medida que as decisões vão se tornando mais complexas e os ambientes mais indefinidos, é muito provável que façamos escolhas delicadas cada vez mais improvisadas, principalmente aquelas que envolvam pessoas.

Sem um consistente planejamento, a instituição estará navegando em águas completamente incertas.

Poderá acarretar em inúmeros prejuízos, oportunidades perdidas, falta de capacitações adequadas em um mundo cada vez mais veloz e, por fim, sua própria autodestruição.

Tipos de planejamento na administração

Dentro do contexto apresentado acima, existem diversos tipos de planejamento organizacionais, a depender das situações, ações, períodos de tempo, metas e objetivos envolvidos.

Como destacamos no texto e infográfico “[infográfico] Saiba quais são as Funções Administrativas “PODC”, há nas empresas três níveis estruturais que guiarão o tipo de planejamento a ser elaborado:

  1. Institucional (planejamento estratégico)
  2. Intermediário (planejamento tático)
  3. Operacional (planejamento operacional)

Para cada nível, deverá ser adotado um tipo específico, com características singulares, de planejamento, conforme ilustra a imagem abaixo:

PUBLICIDADE

Planejamento Estratégico, Tático e Operacional na administração
Planejamento Estratégico, Tático e Operacional – Imagem por Leonardo Marioto em dehumanas.com.br

Logo, destacaremos os três tipos básicos de planejamento empresarial, do nível maior para o menor.

E por quê?! Porque para elaborarmos o planejamento operacional, precisaremos antes da elaboração do tático que, por sua vez, seguirá as diretrizes do planejamento primeiro, o estratégico!

Para melhor compreendermos os tipos de planejamento, veremos antes a qual posição (nível) estrutural ele pertence.

Tipos de planejamento: ESTRATÉGICO

Nosso primeiro tipo de planejamento é o mais abstrato de todos, estando localizado no topo da pirâmide de níveis.

O nível institucional tem em sua composição os cargos de direção, chefia e altos executivos.

É um nível que se relaciona intimamente com a lógica dos sistemas abertos, com baixíssimo grau de previsibilidade e alto índice de incerteza.

Aqui, é o momento de formular a razão de ser da empresa, ou seja, a sua missão maior, além da sua visão e valores.

Informação é poder!

A tomada de decisão, nesse patamar, é fundamental. Por isso, seu ponto nevrálgico é a informação de qualidade.

As escolhas têm impactos mais profundos e duradouros quando comparadas aos níveis inferiores.

Tantos os fatores internos quanto os externos (estes principalmente) merecem atenção.

Tendências do mercado, mudanças no comportamento social, flutuações cambiais (alterações no valor da moeda estrangeira), mudanças políticas nacionais ou internacionais são algumas das considerações que precisam estar na mira dos gestores e líderes de negócios.

Como indica MAXIMIANO (1995) “a alta administração compreende o executivo principal e os diretores, logo abaixo deste executivo principal. Papa, reitor, ministro, secretário-geral são títulos de cargos de executivos principais usados em determinadas organizações”.

No livro abaixo “Fundamentos da Administração“, o autor descreve tudo aquilo que é necessário para compreender a administração moderna. Isto é, a evolução da ciência e as suas quatro funções principais: planejamento, organização, direção e controle:

Fundamentos da Administração, Antonio C. A. Maximiano
Fundamentos da Administração, Antonio C. A. Maximiano

Dessa maneira, o planejamento estratégico busca definir o objetivo principal da empresa e o que dela se espera (oportunidades e dificuldades) no futuro.

Planejamento estratégico e suas atribuições:

  1. Definir missão, visão e valores;
  2. Definir metas e objetivos de longo prazo;
  3. Traçar possíveis caminhos para o alcance dos objetivos principais;
  4. Controlar ações e medir resultados;
  5. Corrigir rotas ou afirma-las;
  6. Planejar produtos e serviços essenciais.

Características estratégicas:

  1. Realizado por alto executivos ou dono do negócio;
  2. Foco no longo prazo;
  3. Genérico e sintético (menos analítico);
  4. Macro-orientado;
  5. Voltado à incerteza e à empresa como um todo.

Exemplos:

PUBLICIDADE

  1. Planejamento para reduzir custos;
  2. Plano para redução de impactos ambientais;
  3. Planejamento para capacitar funcionários;
  4. Plano para aumentar a satisfação do cliente.

Tipos de planejamento: TÁTICO

O próximo planejamento está no nível intermediário da instituição.

Esse nível, também denominado de mediador ou gerencial, localiza-se justamente entre os níveis institucional (já visto) e operacional.

Dessa maneira, tem a função de mediar os desejos de cima com as possibilidades do nível de baixo.

De acordo com CHIAVENATO (2009), aqui, está a média administração, isto é, “corresponde à linha do meio campo e é constituído por órgãos ou pessoas que transformam as estratégias elaboradas (nível institucional, do topo) para atingir os objetivos organizacionais em programas de ação”.

Tem-se, deste modo, a visão departamental, englobando setores como marketing, produção, financeiro, recursos humanos, entre outros.

O planejamento tático ficará incumbido de decompor as estratégias institucionais.

Para isso, criará planos distintos conforme a responsabilidade departamental, por exemplo, planos de marketing, de planejamento de pessoal, planos financeiros, etc.

Planejamento tático e suas atribuições:

  1. Definir o que fazer;
  2. Estipular prazos médios;
  3. Criar métricas de desempenho setoriais;
  4. Elaborar planos departamentais;
  5. Operacionalizar as decisões estratégicas;
  6. Definir recursos e meios necessários para viabilização de objetivos.

Características táticas:

  1. Realizado por gerentes;
  2. Foco no médio prazo;
  3. Menos genérico e mais detalhado;
  4. Voltado à incerteza institucional e à lógica operacional, ao mesmo tempo.

Exemplos:

  1. Planejamento financeiro;
  2. Plano de produção;
  3. Planejamento de pessoal;
  4. Planejamento organizacional.

Tipos de planejamento: OPERACIONAL

Na base de nossa pirâmide encontra-se o planejamento (e nível) operacional.

De acordo com CHIAVENATO (2009), no nível operacional estão localizados o que de mais factível há nas organizações.

Ou seja, as máquinas, equipamentos, instalações físicas, escritórios, entre outras tecnologias fundamentais para o seu funcionamento.

Aqui, envolve o trabalho básico da empresa, as tarefas determinadas por rotinas e procedimentos já conhecidos e de alta previsibilidade.

Trata-se, portanto, dos locais onde se executam as tarefas, como produção do bem ou produto, atendimento inicial do cliente e todos os outros processos que movem e dão vida às instituições.

O planejamento operacional, dessa forma, cuidará de descrever pormenorizadamente todos esses detalhes cruciais para o bom desempenho das tarefas.

Planejamento Operacional e suas atribuições:

  1. Definir quem e como fazer (elaboração de manuais e “passo a passo”);
  2. Definir objetivos curtos e específicos;
  3. Otimizar atividades para maximizar resultados;
  4. Detalhar, em maior nível, as tarefas a serem executadas;
  5. Definir responsabilidades entre os membros da equipe;
  6. Cuidar de ações rotineiras;
  7. Aproximar estratégias institucionais à prática organizacional.

Características operacionais:

  1. Realizado por supervisores;
  2. Foco no curto prazo;
  3. Detalhado e analítico;
  4. Micro-orientado;
  5. Voltado à lógica e à certeza;
  6. Perfil de sistema fechado (alta previsibilidade).

Exemplos:

  1. Plano orçamentário;
  2. Planejamento de despesas;
  3. Plano de rotinas administrativas;
  4. Plano de comunicações;
  5. Planejamento de promoções.

Benefícios do planejamento

Tipos de planejamento
Imagem por Ольга Фоломеева em pixabay.com

Como pudemos ver, o processo de planejamento nos permite ter um maior domínio sobre acontecimentos futuros.

MAXIMIANO (1995) destaca três benefícios principais no ato de planejar:

  1. Permanência das decisões: torna objetivos organizacionais menos vulnerável aos sabores e apetites humanos momentâneos, além de tornar a organização menos frágil em relação ao seu futuro;
  2. Equilíbrio: uma empresa com bom planejamento tende a ser mais estável, principalmente nos momentos de maior risco e que requerem um maior esforço mental colaborativo;
  3. Melhor desempenho: colaboradores que participam do planejamento de suas próprias atividades costumam estar mais motivados no momento da execução delas, além de criar padrões para medicação de desempenho e correção de possíveis erros.


Esperamos que tenha gostado deste artigo e que tenha aprendido um pouco mais sobre a temática de planejamento.

Comente abaixo sobre o que achou do conteúdo, ou ainda, complemente-o caso tenha mais informações valiosas a acrescentar!

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Introdução à Administração. 4ª Edição. São Paulo: Atlas, 1995.

CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos – O capital humano das organizações; São Paulo, editora Campus, 2009.

OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Teoria Geral da Administração: Uma Abordagem Prática. São Paulo: Atlas, 2010.

Servidor público. Músico e escritor nas horas vagas. É também responsável pelo maior site de Administração e Gestão Pública do Brasil. Formado em Administração pela UNICEP, com especialização em Gestão Organizacional e de Pessoas pela UFSCar.

Compartilhe
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Quer receber mais conteúdos incríveis como esse de graça?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Posts recentes

Posts populares

Faça Aulas com Ex-Ministros de Estado!